Júnior Lima se prepara para deixar PSB em Canindé de São Francisco

0
264

O candidato a vereador nas eleições de 2020 pelo PSB, Júnior Lima, pretende deixar o partido e aguarda apenas uma conversa com Marinho Filho, presidente do diretório em Canindé de São Francisco que também disputou as eleições pelo cargo de Prefeito. Júnior obteve 373 votos e ficou como primeiro suplente da coligação.

Júnior tem sido procurado por figuras da política, tanto local quanto de Estado. Rodrigo Valadares (PTB) é um desses exemplos que vê em Júnior um bom nome para compor qualquer partido. Outro que mantém o olho nele é Kaká Andrade (PSD) que também disputou a Prefeitura em 2019 e deve continuar com o projeto para 2023, ano das eleições. No caso de Kaká Andrade, é óbvio que fará um trabalho para agregar bons nomes, trabalhar nas falhas que cometeu em campanha e reforçar sua imagem e do partido para próxima disputa. Nesse caso, Júnior é importante dentro do contexto.

Nas eleições de 2019 Júnior Lima foi convidado para apoiar Kaká Andrade e também Weldo Mariano, porém, fiel aos seus princípios de valores, continuou na luta ao lado de Marinho Filho. Se acaso tivesse aceitado qualquer dos convites para apoiar, a eleição estaria para o lado que ele fosse, pois obteve quase 400 votos. Hoje o PSB já não faz mais parte do interesse de Júnior que deixará a sigla levando consigo o seu irmão, Lima, atual vice-presidente do PSB. Ambos devem continuar juntos na próxima filiação.

Até o momento Júnior não sabe onde fará filiação. Com a chegada das eleições de 2022 é certo que a votação dele importa para qualquer liderança. Existem convites circulando. Os motivos pelos quais ele deixa o PSB – segundo informou via whatsapp, se deve ao fato da falta de atenção para com ele no pós-eleição por parte da direção do PSB. Entretanto, afirma que sai da sigla de forma tranquila e agradecendo o espaço que teve no partido.

Por Adeval Marques

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta