Covid-19: Sergipe entre Alagoas e Bahia indaga sobre um planejamento de ação

0
25

População de Sergipe em alerta diante do fato de que os Estados de Alagoas e Bahia estão com índices altíssimos de infecção por novas variantes da Covid-19. Sergipe é fronteira com os dois, cujas populações mantém relação social e de negócios muito próximas. Qual o planejamento para a situação?

Ao menos, segundo informações veiculadas na imprensa, Sergipe registrou oito variantes da Covid-19. Todas as cepas são de contágio rápido e grande poder de propagação. O alerta é uma advertência forte aos que não acreditam ou usam a cultura do cancelamento para o poder do vírus sem fazer o uso de máscaras, provocam aglomerações ou pouco se importam em repassar o contágio adiante.

Diante da informação das variantes em Sergipe, resta às autoridades administrar a situação com medidas mais duras. A Bahia deu exemplo: “Os resultados do “toque de recolher”, iniciado nesta sexta-feira (19) em Itabuna, serão reavaliados na semana seguinte, conforme disse o prefeito Augusto Castro (PSD), logo após a entrevista coletiva em que foi anunciada a medida. A providência, adotada no município – tal como em nível estadual –, tem o intuito de conter o avanço nos casos de coronavírus”, informou o site Diário da Bahia.

Geograficamente posicionado entre Alagoas e Bahia, Sergipe deve ter o máximo de cuidado para não se tornar o centro, ou ser um grande protagonista do contágio e escrever uma história de dor e lágrimas. Consciência coletiva por parte da população e exigência de um planejamento por parte das autoridades.

Por Adeval Marques

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta