População de Propriá está se acordando e cobrando dela mesmo a organização

0
48

Coluna Adeval Marques – Parece que está surgindo uma nova consciência na população de Propriá que chama a si mesma para um novo chamado do ponto de vista em que podem se ajudar para uma maior organização social e ajudar contribuindo para uma qualidade de vista. É o que tem sido visto nos relatos surgidos na imprensa local pelos depoimentos de cidadãos que repudiam atitudes de outros que levam seu lixo doméstico às esquinas e ruas da cidade. É um momento de valor.

A cidade de Propriá recolhe diariamente 20 toneladas de lixo. A produção é digna de uma cidade grande e por isso cada cidadão pode ajudar fazendo com que o recolhimento do lixo seja melhor administrado, gerando saúde pública e qualidade de vida. Sem a participação da população, nenhuma gestão ou administração é suficiente e as dores de hoje serão as do amanhã.

Esse estado de consciência das pessoas que fazem crítica aos que não colaboram para com a organização da cidade eleva o grau de consciência deles porque plantão uma semente chamando a própria sociedade para um estado de responsabilidade e desenvolvimento do sentimento de pertencimento e defesa de sua identidade e zelo para a cidade em que mora.

É bom que a cobrança aconteça assim também, transpondo que a organização de uma “casa” depende da ajuda mútua de todos e não só dos principais responsáveis por geri-la.

Por Adeval Marques

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta