Governo de Sergipe anuncia as medidas de enfrentamento ao coronavírus no Estado

0
35

O governador Belivaldo Chagas  se reuniu na manhã desta segunda-feira (16) no Palácio dos Despachos, com o  prefeito Edvaldo Nogueira e secretários da Saúde do Estado e do Município.

Durante a reunião, o governador anunciou medidas de enfrentamento do novo coronavírus (Covid-19). Entre as medidas que serão tomadas pelo governo, está o fechamento da ala azul do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), a partir da próxima segunda-feira (23), que será preparada para atendimento de casos da doença.

Além disso, ficou definido que o Estado suspenderá a realização de cirurgias eletivas e discutirá ainda hoje a possibilidade de fechamento das escolas.

Será disponibilizado o número 156 para a população. As equipes de saúde deverão atender a população por meio do telefone com o objetivo de reduzir o fluxo de pessoas e a procura nos serviços de saúde neste período de disseminação da doença, além de sanar dúvidas. A equipe de saúde deve fazer a triagem, apontar as informações e realizar orientação.

Durante a entrevista, Belivaldo Chagas destacou que é um momento de trabalho unificado entre os municípios e cada um deve cuidar de seus planos de contingência para evitar sobrecarga no atendimento da saúde. Ele disse também que foi criado um comitê estadual para atuar junto às cidades com ações de combate ao Covid-19.

Já as medidas adotadas pelo prefeito Edvaldo Nogueira estão o cancelamento dos eventos na capital, a exemplo da via-sacra, a corrida Cidade de Aracaju e outros relacionados ao aniversário da capital.

Edvaldo disse ainda que os ônibus que circulam na capital vão passar por limpeza especial ao chegar em suas garagens.

A Prefeitura de Aracaju vai antecipar a campanha de vacinação do Influenza para o dia 21 deste mês, com público alvo sendo idosos e trabalhadores da saúde. Além disso, a Gestão Municipal disponibilizará um montante de R$ 5 milhões de reais, que deverão ser utilizados de maneira imediata caso seja necessário.

Também ficou definido a manutenção das aulas em escolas públicas, em virtude da compreensão de que a dispensa dos alunos aumentaria o contato das crianças com parentes idosos, que estão enquadrados como grupo de risco.

Foto ASN

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta