Sondado para o setor de Cultura, Renison Felix já estava com outro compromisso

0
102

No direito administrativo-político, é natural que cargos de confiança sejam determinação e prerrogativas do Chefe do Executivo.

Renison Felix confessou que foi sondado para compor a pasta de Cultura no último final de semana, porém, não aceitou em virtude de retornar para trabalhar em um negócio de família, mantido por seu avô em Propriá.

O setor de Cultura será um dos ambientes que o Secretário Alberto Amorim pretende fortalecer trazendo novos rumos. Renison Feliz estaria na equipe trabalhando na área que ele demonstra gostar e ajudaria muito, refazendo a rota que ele mesmo pode ter pensado quando desistiu de assumir no início de 2017 com a chegada de Iokanaan na Prefeitura.

O alerta que se fez foi o de que, com algumas mudanças que estão acontecendo na administração e outras que possivelmente possam acontecer, temperado pelo clima de rivalidades políticas das eleições municipais de 2020, “podem sobrar especulações e faltar verdades”, além da criação de situações e até “fake news”, com discurso de “injustiças e ingratidões”, alertou um religioso local que é da política.

É sempre bom ficar atento para as boas informações e para isso um grupo de imprensa em Propriá vem se dedicando para trabalhar e fazer a melhor informação procedente para Propriá, que hoje é uma das cidades mais servidas de imprensa e bons comunicadores, ficando em 3º ou 4º no Estado de Sergipe.

A sinceridade de Renison Feliz, evitando que “fake news” sejam espalhados, é prova de que podemos fazer um novo momento político, sem ódio e a vingança. Ao falar com o site, Renison disse que agradecia em razão do novo projeto e estava em paz.

Da redação
Adeval Marques

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta