“Não adianta a direção querer fazer acordo se a militância não quer”, adverte Rogério Carvalho

0
81

O senador Rogério Carvalho (PT) reafirmou nesta segunda-feira (23) que o Partido dos Trabalhadores terá candidatura própria a Prefeitura de Aracaju nas eleições do ano que vem. A decisão em apresentar candidatura própria, segundo Rogério, não é apenas das lideranças do partido, mas principalmente da militância petista.

Segundo Rogério Carvalho, por não ter tradição de ficar em cima do muro, o PT deverá fazer o lançamento da candidatura já no início do próximo ano. E adverte: não adianta a direção querer fazer acordo se a militância não quer este acordo.

“O PT já tem uma posição, nós não temos tradição pra ficar em cima do muro, nunca ficamos e o PT vai apresentar um candidato a Prefeitura de Aracaju, e vai apresentar logo no início do ano. Esse é um desejo que não é somente das lideranças do partido, mas também da militância. Esse é um partido feito por militância, o PT é um partido de verdade que a militância tem voz, que a militância tem força. Não adianta a direção querer fazer acordo se a militância não quer este acordo. A militância quer apresentar uma candidatura a Prefeitura de Aracaju”, defende o senador.

Rogério explica que o PT não é um partido que só pensa em si mesmo como têm dito algumas lideranças de outras legendas. Ele cita, como exemplo, os candidatos que tiveram o apoio do PT, quando o partido poderia ter lançado seu próprio sucessor.

“Mas uma coisa é importante: o PT governou Aracaju de 2001 a 2006, fez Edvaldo o sucessor de Déda, depois apoiou Edvaldo Nogueira a Prefeitura, em 2008. Depois apoiou o PSB em 2012, depois nós apoiamos e indicamos a vice em 2016. Essa história de dizer que o PT é hegemonista, que o PT quer tudo pra si, isso não se aplica a nossa realidade no estado de Sergipe, porque quando o PT poderia ter feito a sucessão com um nome do PT, quando Marcelo Déda era prefeito, preferiu Edvaldo, que é do PCdoB. Em 2012 poderia disputar a eleição com um candidato do PT, apoiado por Déda, foi apoiar um candidato do PSB. Da mesma forma, no governo do estado a gente apoiou Jackson Barreto. Portanto, o PT não tem nenhum problema neste momento e nenhuma conta, nenhuma culpa, porque as pessoas ficam: você vai ser responsável, o PT vai ser responsável por uma eventual derrota deste campo, vai ser responsável por desfazer um bloco que já vem…. Nós não vamos desfazer nada. Eleição é em primeiro turno. É legítimo que os partidos possam apresentar candidaturas para a sociedade ter a oportunidade e opções de escolha”, relembra Rogério Carvalho.

CUT

O senador também discordou da declaração do presidente da CUT, Roberto Silva, que em entrevista ao Hora News afirmou que o “silêncio de Eliane Aquino é oportunismo político e a desqualifica como candidata do PT“.

“Olhe, eu não concordo com isso, eu acho que os companheiros precisam ter mais respeito pelas pessoas e as vezes eles ultrapassam. Prejudica, até porque nós precisamos juntar forças para puder ter condição de fazer o debate com a sociedade”, observa Rogério, citando momentos de irritação que teve com o Sintese por ter elogiado a Câmara Federal por ela ter reduzido os impactos negativos da reforma da Previdência aos trabalhadores.

“Por exemplo, eu vivi um processo com o Sintese que me deixou muito irritado. Eu era o único senador que se posicionava contra a reforma da Previdência. E dei uma entrevista no salão nobre do Senado e fiz a afirmação e continuo fazendo que a Câmara cumpriu um papel importante reduzindo o dano que a reforma traria para os aposentados rurais, para os beneficiários do BPC, tirou a capitalização, mas mesmo com esses avanços o pior, do ponto de vista do trabalhador do regime geral, estava lá, que era o método de calcular a média para puder definir o benefício. Então, eu continuava contra e votei contra a reforma”, conclui.

A entrevista de Rogério Carvalho foi concedida aos jornalistas Paulo Sousa, Rosalvo Nogueira e Lomes Nascimento, nesta segunda-feira, no Jornal da Manhã (Jovem Pan).

Por Redação
Foto: Rosalvo Nogueira
HoraNews

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta