Fósses de animais da megafauna e pinturas rupestres são encontrados em Gararu

0
79

De acordo com informações da FPI, doze fragmentos de fósseis de animais da megafauna [composta por animais gigantes] foram encontrados no município de Gararu (SE), no Alto Sertão sergipano, segundo informação passada nesta quinta-feira (14), pela equipe de Espeleologia, Arqueologia e Paleontologia da Fiscalização Preventiva Integrada (FPI). Ainda não se sabe a quais animais pertenciam.

Três partes estavam próximos a uma casa, que fica no sítio paleontológico conhecido como Elefante – o local carrega o nome porque, na década de 70, foram encontrados fósseis de elefantes pré-históricos.

“Quando chegamos, um cachorro estava brincando com um fragmento fóssil”, contou a arqueóloga Railda Nascimento.

Outros nove fósseis estavam em um tanque perto do sítio arqueológico Pedra do Diogo, também no município de Gararu.

“Assim que o material foi identificado, a FPI comunicou a descoberta ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan)”, disse a procuradora da República Lívia Tinôco.

Equipe recolhendo fósseis em Gararu (SE) — Foto: FPI/SE

Equipe recolhendo fósseis em Gararu (SE) — Foto: FPI/SE

Pinturas rupestres

Ainda em Gararu, os técnicos estiveram no Povoado Genipatuba e, na localidade Mané Peba, monitoraram um abrigo sob rocha com pinturas rupestres, ainda não registrado pelo Iphan.

O coordenador da equipe, o espeleólogo Elias Silva, explica que é possível criar uma unidade de conservação que preserve o patrimônio e que permita visitação ordenada. “No entanto, para realizar a tarefa, é necessário o devido planejamento do uso turístico de modo sustentável”, ressalva o espeleólogo.

Com informações do G1

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta