Veteranos militares se unem a ex-cientista da NASA para caçarem OVNIs

0
77

Conhecido como UAP eXpeditions, o novo grupo sem fins lucrativos com sede em no estado de Oregon é liderado por Kevin Day – suboficial e operador radar reformado da Marinha dos EUA, que serviu a bordo de um dos navios do Grupo de Ataque do Porta Aviões Nimitz na época em que os OVNIs em forma de Tic Tac foram detectados e perseguidos.

Day lembra ter rastreado os objetos ao longo da costa da Califórnia usando o sistema de radar avançado do USS Princeton e acredita que esses OVNIs podem ainda estar operando na mesma trajetória até hoje.

O objetivo declarado do grupo é o de “colocar em campo um grupo de alto nível de profissionais super experientes que prestam o serviço público de testar novas tecnologias relacionadas aos UAPs*”.

*[UAP (Unidentified Aerial Phenomena – Fenômeno Aéreo Não Identificado) é um termo criado pelos militares dos EUA, numa tentativa de substituir o termo ‘OVNI’. No final, quer dizer a mesma coisa.]

Ele também usará “técnicas clássicas de observação, por observadores e cientistas treinados, enquanto utiliza as mais recentes tecnologias experimentais – nos lugares e momentos certos”.

Essa tecnologia incluirá câmeras de última geração e sistemas de monitoramento experimental usados ​​para rastrear e fotografar os objetos, em um esforço para aprender o máximo possível sobre eles. A equipe incluirá o ex-cientista do Centro de Pesquisa Ames da NASA, Dr. Kevin Knuth.

Ele disse ao Motherboard:

O objetivo da expedição é nos dar dados reais da situação. Nosso objetivo é tentar observar esses objetos diretamente e registrá-los usando várias modalidades de imagem.

De acordo com Knuth, o projeto terá duas fases – a primeira envolvendo o uso de imagens de satélite para procurar objetos anômalos na região e a segunda para estacionar essencialmente um grande barco na água na costa da Califórnia para rastrear e observar diretamente os objetos enquanto eles passam.

Outros membros da equipe incluem o ex-mestre-de-armas chefe do USS Princeton, Sean Cahill, e o pesquisador de OVNIs Bruce Macabee.

Se o grupo realmente encontrará algum vestígio dos objetos, ainda resta saber.

(Fonte)

Colaboração: Fábio Ribeiro

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta