Racha em Amparo do São Francisco aglutina lideranças para 2020

0
565

Um novo grupo de lideranças da cidade de Amparo de São Francisco se reuniram no último fina de semana (25), com intuito de formar chapa e concorrer às eleições de 2020 ao cargo de prefeito e vereadores. Agora existe uma oposição mais robusta com a nova formação.

Na ocasião da reunião, entre outros assuntos abordados na pauta, ficou definido que a chapa a ser montada seria com os nomes do ex-prefeito Atevaldo Veríssimo  e do ex-vereador Eldinho Vieira que recentemente rachou com o prefeito Franklin Freire (PR). Nessa concepção, o nome que for melhor avaliado perante a opinião pública e análises internas, sairá como cabeça da chapa.

Segundo Eldinho Vieira, que caminhou ao lado do atual prefeito do município em 2016, Franklin Freire, cita que diversos motivos fizeram com ele se afastasse do cargo que exercia na atual administração e elencou como um deles como sendo a maneira em que o município vem sendo administrado sem obter índices melhores de desenvolvimento e qualidade de vida para população, entre outros que enumera. Eldinho espera que essa nova composição possa ser avaliada e acreditada pela população.

As lideranças que estiveram presentes sinalizam para o novo projeto político em Amparo do São Francisco que já conta com apoio de vários simpatizantes. A vereadora Mariana, ex-vereador Marquinhos, o ex-candidato a prefeito em 2016, Niltinho, Thiers, que é primeiro suplente de vereador, o vereador Paulo de Té e o ex-vice-prefeito César são alguns que se fizeram presentes, além de outros. O momento foi celebrado como positivo e as diretrizes estão sendo traçadas.

Na avaliação das manifestações em redes sociais, um termômetro de indicação da insatisfação pública, a rejeição para com a atual administração municipal é considerado alto. São manifestações e páginas em redes sociais cobrando ou denunciando. Franklin Freire obteve vitória em 2016 com 1.497 votos, representando cerca de 64.14% do total do eleitorado. Com a formação do novo grupo, fica difícil repetir a mesma expressão nas urnas de 2020.

Por Adeval Marques

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta