Alienígenas existem e não podemos ser únicos no universo, diz ex-chefe do MI6

0
57

O ex-espião superior da Grã-Bretanha afirmou surpreendentemente que alienígenas existem.

Fonte: Revista UFO

Sir John Sawers, ex-chefe do MI6, compartilhou suas opiniões na Digital Transformation EXPO em Londres. Ele disse que o tamanho infinito do universo significa que seria “extraordinário” se uma vida comparável não existisse em outro lugar. Ele disse: “Eu acho que seria extraordinário se em um sistema solar infinito o planeta Terra fosse único. Acho que devemos avançar com a suposição de que nada neste planeta é único.”

As opiniões de Sir John, que foi chefe do Serviço de Inteligência Secreta de 2009 até 2014, são apoiadas por mais da metade do público do Reino Unido.

Uma pesquisa da YouGov em 2015 descobriu que 58% de nós acreditamos que existe vida inteligente, mas está muito longe para entrar em contato. Um número marginalmente menor pensa que os seres humanos ainda não estão avançados o suficiente para se comunicar com alienígenas. Enquanto isso, quase uma em cada cinco pessoas está convencida de que contatamos a vida inteligente, mas o governo a encobriu. Sir John não é o único grande nome a concordar que existem alienígenas.

Sir John não é o único grande nome a concordar que existem alienígenas.

Nick Pope, com sua posição exaltada do Ministério da Defesa britânico (MoD), que se tornou uma celebridade da televisão por suas revelações sobre os documentos secretos do governo de seu país, diz que as pessoas estão preparadas para saber que contatos já ocorreram. Ele era sênior do  MoD e será o convidado especial do UFO Summit em novembro no Brasil.

Nick Pope comandou o Projeto UFO de investigação oficial de discos voadores do MoD entre 1991 e 1994. Inicialmente, ao ser designado para o cargo, considerou que esse não seria bom para sua carreira devido ao ridículo com que a questão ainda é tratada. Hoje, Pope é conhecido como o “Fox Mulder de verdade”, alusão ao clássico seriado Arquivo-X.

No século 21, as pessoas estão preparadas para saber que os contatos já ocorreram“, diz Pope durante a apresentação do evento. “A razão pela qual essas informações continuam escondidas das pessoas e mantidas em segredo é que a tecnologia usada pelos alienígenas seja descoberta e que esses avanços tecnológicos possam ser usados ??como arma pelos países inimigos ou grupos terroristas“, revelou Pope.

Nick Pope

Pope trabalhou por 21 anos para o governo britânico. No início de sua carreira em Defesa, ele foi designado para o Centro de Operações Conjuntas da Guerra do Golfo Pérsico e sua última contribuição nesse ministério foi como Diretor Adjunto na área de segurança: seu trabalho incluía investigar o Fenômeno UFO e os avistamentos que relatavam pilotos, policiais e militares.

Em 2006, ele deixou o Ministério da Defesa com muitas informações na mochila. E ele se dedicou a espalhar o que sabia. Muitos avistamentos podem ser explicados racionalmente, mas outros, diz ele, desafiam qualquer explicação convencional. “O medo do desconhecido, do estranho, está muito impregnado em nosso cérebro  e está intimamente ligado à evolução da humanidade. Por isso, é normal que rejeitemos qualquer ideia que rompa nossas abordagens anteriores“, explica ele.

Veja seu pronunciamento sobre o Programa de Investigação de UFOs americano:

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta