Extinção humana? Cientista alerta NASA sobre destruição de asteroides ‘furtivos’

0
78

Um aviso foi emitido à NASA sobre as possíveis implicações de tentar desviar um asteroide em direção à Terra, caso este passe furtivamente pela defesa da agência espacial.

A NASA está constantemente observando os céus, categorizando quaisquer Objetos Próximos à Terra (NEO) como Objetos Potencialmente Perigosos (PHO), caso possam constituir uma ameaça à vida no nosso planeta, escreve o tabloide britânico Express.

Embora aqueles que têm a capacidade de passar pela defesa da NASA não acabem com a vida na Terra, eles têm o potencial de destruir cidades e afetar milhões de pessoas.

Impactador cinético

A cosmoquímica Dra. Natalie Starkey enviou um terrível aviso à humanidade, explicando como a agência espacial norte-americana pode deixar passar despercebido um pedaço de rocha espacial no céu.

“No caso de termos, no máximo, alguns anos de aviso de um impacto iminente, precisaríamos nos concentrar nas medidas menos precisas e mais drásticas de desvio ou destruição […] Se quisermos explodir algo, então precisamos pensar nos estilhaços que seriam produzidos pela explosão, o tamanho deles e onde iriam parar”, conta a especialista.

Starkey sugere que se pode “considerar projetar um grande impactador cinético, como uma bala de canhão, em direção ao objeto para alterar drasticamente seu rumo ou destruí-lo completamente em pedaços“.

Efeito adverso

No entanto, a cientista enviou um aviso à NASA revelando que o seu plano pode ter um efeito adverso.

“A NASA sugere que um simples impactador cinético é ‘a abordagem mais madura’ para desviar um NEO, desde que consista de um corpo pequeno e único […] Dependendo da composição do objeto espacial, este pode se fragmentar em pequenos pedaços com tamanho de poeira, que poderiam chover sobre a Terra, ou pode partir-se em apenas alguns pedaços grandes que, se se dirigirem para um impacto com a Terra, podem piorar a situação”, afirma.

Asteroides (imagem ilustrativa)
Asteroides (imagem ilustrativa)

Segundo Starkey, um dia assistiremos um evento de asteroide “destruidor de vida” semelhante ao que exterminou os dinossauros.

“Há uma ameaça de que nós, como humanos, poderíamos ser extintos se um asteroide colidisse com a Terra […] A perspectiva de o nosso planeta sofrer um impacto devastador e destruidor de vidas por um cometa ou um asteroide pode parecer altamente improvável, mas é algo que quase certamente vai acontecer em algum momento no futuro”, conclui a cosmoquímica.

Sputnik

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta