Vereador Heldes diz que Raimundinho é “laranjão” e pedirá auditoria em empresa terceirizadas da DESO em Propriá

0
81

Heldes pretende levar a situação para a Superintendência em Aracaju. Raimundinho é o chefe da empresa em Propriá.

Uma grande repercussão ganha corpo no município de Propriá. Populares estão reclamando do valor considerado exorbitante da fatura de fornecimento de água emitido pela empresa Deso. A situação foi tratada na Câmara Municipal na Sessão de quinta-feira, 03/10.

Segundo afirmou o vereador Heldes Guimarães, ele próprio foi vítima da empresa que interrompeu o abastecimento de água em sua residência e que a fatura foi no valor de R$ 700 reais: “Eu não abri lava jato em minha casa”, disse Heldes.

O vereador José Aelson prometeu dar nomes de pessoas na próxima Sessão em relação a empresa que efetua os cortes. Dona Lídia do Matadouro, considerada uma figura religiosa no município, cobrou da Câmara Municipal que tomem providências diante do absurdo em relação ao valor das faturas. Moradores reclamam de que o valor não corresponde em relação ao histórico de consumo nas residências. São casos aqui e acolá.

Por último foi registrado que o número de pessoas que estão reclamando das faturas precisam ter uma resposta por parte da empresa Deso, já que é o órgão responsável no município. “Eu quero dizer as pessoas que não se entreguem a Deso não”, afirmou Heldes completando de que há indícios da existência de uma quadrilha que precisa ser desmontada e que existe um o senhor, conhecido por Raimundinho, é um “laranjão”. Raimundinho é o chefe da empresa Deso em Propriá.

A fala do vereador ganhou apoio de vários pares da Câmara que fizeram relatos de que pessoas estão sendo vitima dessa situação em relação as faturas. O vereador Samuel Menezes sugeriu formar uma Comissão da Câmara e levar até o conhecimento da justiça.

Por Adeval Marques
Foto: Recorte

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta