O chefe do Gabinete de Defesa Planetária, Lindley Johnson, escreveu: Como amanhã pode haver cobertura da mídia, estou avisando que, em aproximadamente 30 minutos, um asteroide de 57-130 metros passará apenas 0,19 distâncias lunares da Terra [uma distância cinco vezes menor da que separa nosso planeta da Lua]. O asteroide 2019 OK foi descoberto cerca de 24 horas atrás pela equipe brasileira SONEAR.

O fato da NASA ter sabido sobre o 2019 OK apenas 24 horas antes de sua aproximação à Terra, revelou as insuficiências de seu sistema de vigilância de rochas espaciais potencialmente perigosas.

Duas semanas após a Terra evitar a colisão com o asteroide, a agência divulgou um comunicado à imprensa afirmando”: Se o 2019 OK tivesse entrado na atmosfera da Terra, a onda de choque poderia ter causado uma devastação localizada em uma área de aproximadamente 80,5 quilômetros de largura.

O gerente do Centro de Estudos de Objetos Próximos à Terra da NASA, Paul Chodas, escreveu em uma das mensagens vazadas: Hoje a mídia tem algum interesse no 2019 OK, […] por isso estou motivado a procurar a resposta para uma pergunta que tenho certeza de que farão. Ou seja, “por que 2019 OK não foi descoberto por uma das principais redes de captura da NASA? Por que não foi descoberto até que um telescópio de 11 polegadas (SONEAR) o encontrou?

Sim, esse objeto chegou em um momento ruim, durante a lunarização, mas existem outras razões pelas quais todas as redes importantes não o descobriram? Podemos atribuí-lo ao mau tempo?

Enquanto alguns astrônomos tentaram encontrar as razões do fracasso, outros não conseguiram se conter ao criticar a mídia, que descreveu o asteroide como sendo um ‘assassino da cidade’.

Outro texto (de um remetente não identificado) que aparece entre os materiais filtrados, datado de 27 de julho, diz: Um asteroide não pode ser um ‘assassino da cidade’ quando passa a 70.000 quilômetros da Terra. E se um impacto ocorresse, não liberaria nenhuma radiação nuclear

Lindley destacou em uma mensagem a Chodas: A propósito, parece que o 2019 OK é o maior asteroide a passar tão perto da Terra em um século! Prevê-se que nada tão grande passe tão perto [da Terra] antes do Apophis em 2029.

Fonte: OvniHoje

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta