O Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), unidade gerenciada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), registrou no período de 13 a 15 de setembro, 561 atendimentos a usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Desse total, 99 pacientes continuam internados em observação ou aguardando novos procedimentos. São casos de média e alta complexidade, mas, a baixa complexidade ainda continua superlotando o Pronto Socorro com casos como febre, dor de cabeça, dor abdominal, entre outros diagnósticos. O Hospital Pediátrico Drº José Machado de Souza, localizado no Huse, registrou 160 atendimentos aos pequenos usuários.

A.S.L, 6, foi uma dessas crianças atendida na unidade. Ela estava na companhia da mãe Rosângela Lopes, 32, que é professora e ficou preocupada com o quadro viral que a filha apresentava. “Ela começou a vomitar e se queixar de muitas dores na barriga. Eu pensei logo que poderia ser dengue e vim direto aqui para o Huse. Ela fez o exame e estamos aguardando o resultado, mas, já apresenta melhoras no quadro e estou pedindo a Deus que seja só uma virose”, explicou a professora.

A Área Azul atendeu durante esse período, 169 casos de baixa complexidade. Desses atendimentos, 37 necessitaram continuar em observação. As Salas de Ortopedia e Sutura totalizaram 174 atendimentos aos pequenos traumas com 36 internamentos. Já os consultórios do Otorrino e Oftalmo registraram 30 atendimentos aos usuários que buscaram essas especialidades. Os Ambulatórios de Oncologia e Retorno somaram 14 atendimentos durante o final de semana.

O Pronto Socorro do Huse registrou nesse final de semana, 32 vítimas de acidente motociclístico, 17 vítimas de acidente automobilístico, seis vítimas de atropelamento, quatro vítimas por agressão física, seis vítimas por arma de fogo, duas vítimas por arma branca, além de 58 vítimas de queda. Foram registrados também, 18 usuários com sintomas de dor de cabeça, 23 com dor abdominal, 51 com febre, entre outros casos de baixa complexidade.

SES

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta