Centro de Acolhimento de Diagnóstico por Imagem já realizou 1.148 Ressonâncias neste ano

0
20

A população sergipana pode contar com o Centro de Acolhimento de Diagnóstico por Imagem (Cadi) para a realização de ressonâncias magnéticas de coluna lombar, cervical, torácica, dorsal, crânio, hipófise, joelho, punho, ombro e tornozelo, com e sem contraste. A unidade gerenciada pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), em um ano de funcionamento, já realizou cerca de três mil exames. De janeiro a agosto de 2019, foram 1.148.

De acordo com o coordenador do Cadi, Eduardo Marques de Oliveira Sobrinho, a marcação dos exames é realizada pelo Sistema Interfederativo de Garantia de Acesso Universal (SIGAU), que regula e garante o acesso ao serviço para os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), com respeito, compromisso, responsabilidade, avaliando cada caso conforme a necessidade e a orientação médica de cada paciente.

“Toda a nossa agenda é pelo sistema SIGAU. Geralmente, entre a marcação do exame e a realização, tem sido bem rápido, menos de uma semana, quando o paciente está com tudo certo. É importante ressaltar que, como está sendo rápido, as pessoas e os municípios precisam estar mais atentos às liberações, pois há pessoas que não comparecem no dia e horário marcado e acabam perdendo”, disse Eduardo.

SES

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta