O clima nas relações políticas na cidade de Poço Redondo não é dos melhores. Segundo o jornalista Diógenes Brayner, em sua coluna Plenário no site faxaju, prefeito Júnior Chagas vetou o aumento de das diárias.

Escreveu Brayner:

Prefeito de Poço Redondo, Júnior Chagas, está em atrito com vereadores do município. Ele vetou o aumento das diárias dos parlamentares, que passou para R$ 750, maior que a dos vereadores de Aracaju, que é de R$ 500.

Segundo Júnior, os vereadores querem diárias até para viajar a Penedo (AL), que é só atravessar o Rio São Francisco via Canindé ou de barco.

Tentam retaliar

Os vereadores de Poço Redondo estão prontos para retaliar a decisão do prefeito e vão instalar uma CPI, para “apurar a real situação financeira e funcional na Saúde, Educação, Assistência/Inclusão Social e Obras

Alegam que o município recebeu Emendas Parlamentares, mas o povo não conhece a destinação e funcionamento da aplicação dos recursos.

Fecha a Nota de Brayner

O site manteve contato com figuras da política que afirmaram não concordar com o posicionamento dos vereadores, se assim proceder. “O que soa estranho é que a CPI pode ser instalada justamente pelo fato do prefeito não conceder o desejado aumento. É uma vergonha que seja assim”, disse a fonte que, mesmo sendo contrário ao prefeito Júnior Chagas, não corrobora com o posicionamento dos vereadores.

Por Adeval Marques
Com informações do faxaju

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta