É grande número de desempregados na construção devido a paralisação do programa Minha Casa, Minha Vida no país, principalmente em todos os estados nordestinos. A Caixa nos últimos meses foi esquartejada pelo atual governo que só se preocupa no “caça às bruxas” e prejudicar quem pensa que ajudou os governos anteriores.

São milhares de obras do Minha Casa, Minha Vida, paralisadas desde junho por não receberem repassem do governo federal. E com a crise do episódio “Paraíbas’’ do presidente Bolsonaro ai que o “bicho pegou.”

Todas as construtoras que trabalham com o projeto, pequenas, médias ou grandes estão paralisando suas obras e demitindo. É uma bola de neve sem pagar os fornecedores. Um calote por conta do governo federal. Sergipe não foge a regra e proporcionalmente tem (ou tinha) muitas obras voltadas para o público de baixa renda.

E não existe aceno algum de liberação dos recursos para retomada das obras. Só na Caixa são quase mil obras envolvendo 500 empresas. Já no BB são 26 obras com 7 mil unidades. Pelas informações da Caixa os atrasos das obras dela e do BB somam cerca de R$ 500 milhões. Os últimos pagamentos foram em 28 de junho.

Um caos completo num setor vital da economia. Tudo por conta do capricho do presidente.

Por Cláudio Nunes

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta