MPE recomenda demissão de cunhada da prefeita de Lagarto

0
34

O promotor de justiça Belarmino Alves dos Anjos Neto, da 1ª Promotoria de Justiça de Lagarto, entende que ‘cunhados’ são parentes de segundo grau, que se configura como prática de nepotismo do agente público que nomear pessoas com esta afinidade. Com esta interpretação, o promotor de justiça emitiu recomendação para a prefeita Hilda Ribeiro, de Lagarto, exonerar a secretária municipal de saúde, Polyana Ribeiro, por ser irmã do marido dela.

A recomendação já foi encaminhada e a prefeita tem 10 dias para se manifestar, segundo o promotor de justiça. Belarmino Neto explica que, no momento, a questão está sendo alvo de procedimento preparatório de inquérito civil, que poderá ter outros desdobramentos.

Arquivamento

O promotor de justiça informou que detectou prática semelhante na gestão do prefeito Valmir Monteiro, que foi afastado do cargo por determinação judicial. Da mesma forma, o prefeito à época também recebeu a mesma recomendação para exonerar os parentes próximos por ele nomeado. Mas, ao assumir o cargo em substituição a Valmir Monteiro, a atual prefeita interina acabou exonerando todo o pessoal. Como consequência, segundo o promotor, os procedimentos que tramitavam na Promotoria de Justiça acabaram arquivados.

O promotor está aguardando resposta da prefeita. O Portal Infonet tentou ouvir a prefeita. O secretário municipal de comunicação, Rafael Galvão, chegou a conversar com a equipe de reportagem, se comprometeu a verificar a questão junto à gestão, mas até o momento não deu retorno. O Portal Infonet permanece à disposição. Informações podem ser enviadas por e-mail jornalismo@infonet.com.br ou por telefone (79) 2106 – 8000.

por Cassia Santana

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta