Denúncia reforçada: Moradores de Propriá votando na cidade de Telha e MP e Cartório Eleitoral serão acionados

0
237

Patrício Lessa não está sozinho na denúncia. Junto com ele estão vários que consideram o número de eleitores grande e passível de procidências pela Justiça

Nesta segunda-feira, 05/08, uma situação que parece ter criado raízes em Propriá pode ter disparado o pino da granada para a tomada de solução. Trata-se do reforço da denúncia do radialista Patrício Lessa de que vários cidadãos que residem em Propriá votam na cidade de Telha. Patrício pretende abrir o debate sobre o assunto questionando os motivos e que pode ser feito para uma triagem mais profunda sobre a situação, inclusive envolvendo o Ministério Público e Justiça Eleitoral.

A cidade de Telha fica vizinha ao município de Propriá. A distância entre as duas é de apenas 9 quilômetros. Na realidade, muitos dos que residem em Propriá são migrantes de Telha mantendo ainda parentesco lá. Essa situação, segundo o que se entende, é uma das justificativas para que eles, mesmo residindo e usufruindo dos serviços e toda estrutura de Propriá, mantenham domicílio eleitoral em Telha por questões de amizade ou favores políticos. Tem gente com cargos na Prefeitura, amizades políticas que rendem favores.

Com a chegada das eleições de 2020 o caso vem chamando a atenção da população, abrindo a discussão e a Justiça será solicitada para fazer uma triagem mais profunda. Os nomes de Dr. Nilzir Vieira (Promotor Público) e Dr. Geilton Costa, (Juiz da Comarca de Propriá), foram citados para uma futura entrevista sobre o assunto.

Por Adeval Marques

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta