O clima político é tenso em Canindé de São Francisco, no sertão de Sergipe. Na última sessão da Câmara Municipal, vereadores aprovaram a criação de uma CPI para apurar denúncias contra a gestão do prefeito Ednaldo Vieira Barros, mais conhecido como Ednaldo da Farmácia. O prefeito, que era vice de Orlandinho Andrade, assumiu o cargo no início de 2017 após o falecimento do titular.

De lá para cá, Ednaldo tem administrado problemas, principalmente por se tratar de um município que era rico, graças ao ICMS da usina hidrelétrica de Xingó, mas que perdeu vertiginosamente os recursos. Para se ter uma ideia, Canindé tinha uma média anual de R$ 112 milhões no período de 2012 a 2015. Em 2017, essa receita caiu para R$ 83 milhões, representando um déficit de 30% no caixa do Município, algo em torno de R$ 3 milhões a menos por mês.

A criação da CPI pode ser um estopim para uma decisão que vem sendo analisada pelo prefeito. Em conversa com o NE Notícias, Ednaldo da Farmácia não descartou a decisão de deixar o cargo, principalmente devido às pressões que têm recebido e aumentaram nos últimos meses.

“Posso renunciar ao mandato, mas Canindé conhecerá toda a verdade”, afirma, preferindo não detalhar, ainda, quais e quem seriam os responsáveis pelas pressões. “O povo de Canindé conhece seus políticos. Sabe o que eu estou passando. Infelizmente, esses que fazem isso colocam seus interesses particulares acima do coletivo. E isso eu não vou permitir”, avisa.

Quando à CPI, Ednaldo garante que está tranquilo e que agirá dentro da legalidade. De acordo com ele, todas as supostas denúncias levantadas já são alvo de termos de ajustamento de conduta firmados no Ministério Público Estadual. “Temos administrado com transparência e a participação importante do promotor de Justiça, Dr Emerson Oliveira Andrade, que tem acompanhado todos os atos da nossa gestão, garantindo segurança jurídica nas decisões. Isso nos dá maior tranquilidade quanto em relação à forma como temos gerenciado os recursos públicos de Canindé”, avalia o prefeito.

Por NEnotícias

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta