O assunto que vem ganhando espaço entre as comunidades científicas do campo da neurologia, comportamentos e da tecnologia revela que estamos ficando burros em razão do uso de aparelhos celulares que nos torna dependentes como usuários assíduos. Estamos sendo programados? Podemos desligar um pouco dos nossos smartphones? Qual o efeito de tanta informação? Como será o mundo nos próximos 30 anos?

Um novo conceito que hoje vem sendo difundido é o fato de sermos chamados de geração da singularidade. Singularidade é um termo feminino que se refere a algo ou alguém que possui a característica de ser único, que se distingue dos demais, extraordinário. A tecnologia é o novo álcool da humanidade.  Escravos das tecnologias.

Confira o vídeo:

Gostamos de passar mais tempo sozinhos. Esse comportamento vem sendo percebido cada vez mais entre os jovens. Eles preferem ficar com seus aparelhos que com outras pessoas, inclusive com seus pais e familiares. O número de suicídios aumentou nos anos de 2011 a 2015 com transtornos depressivos. A resposta foi que, o surgimento dos aparelhos impuseram esse novo tipo de comportamento, ou seja, os jovens passaram mais tempos nas mídias sociais do que com pessoas.

Por Adeval Marques
Foto: Internet

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta