Surpreendido com a acusação da prefeita de Capela, Silvany Sukita, afirmando que ele e seu filho seriam os responsáveis pelo suposto “sumiço” de um caminhão de canos, o ex-prefeito Ezequiel Leite (PR), decidiu novamente se manifestar e foi ainda mais duro com a gestora da cidade: “o povo de Capela sabe quem é bandido e sabe quem é homem de bem. Lugar de bandido é na cadeia!”.

Mais cedo, Ezequiel questionou a falta de ação da prefeitura que não noticiou a população sobre a falta de água nas torneiras que durou todo o final de semana e deixou os moradores aflitos, sem dignidade porque não podiam nem cozinhar. O ex-prefeito cobrou uma explicação da prefeita e do SAAE para a população.

Diante do “ataque” de Silvany Sukita, Ezequiel foi incisivo. “Eu não entrei no camburão, eu não traí ninguém e estou com minha consciência tranquila. Não foi Ezequiel Leite quem roubou o povo de Capela! Respondo sim a vários processos movidos pela prefeita, e na maioria deles já fui absolvido por inconsistência de provas, por picuinhas e fábulas. Quem não trabalha, tem tempo de sobra para mentir”.

Ezequiel concluiu dizendo que ele e seu filho são conhecidos pelo trabalho e que vão provar que são inocentes na Justiça. “Não é a mim que Silvany tem que desafiar, mas a própria consciência dela. Ela sabe quem não teve responsabilidade com a prefeitura, sabe quem roubou o dinheiro do povo de Capela e sabe quem está livre por conta de um habeas corpus”.

“A pecha de bandido não combina com Ezequiel. Eu ando, tranquilamente, pelas ruas de Capela. As pessoas olham para mim e meus filhos e têm respeito. Uns me avaliam como um bom gestor; outros me veem como um homem duro; mas ninguém olha pra mim e me chama de ladrão, ninguém me viu algemado, entrando em um presídio. Eu tenho dignidade e orgulho da minha história”, concluiu o ex-prefeito.

Da Assessoria de Imprensa

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta