Ele foi submetido em duas cirurgias

Segundo relatou um amigo intimo da família ao site Propriá News, Walfran Braga foi internado rapidamente e submetido à uma cirurgia. Seu estomago precisou ser grampeado pelo cirurgião que, após fechar o local, acabou por esquecer de retirar os grampos. Ao ser dado alta médica e já em sua residência, constatou-se secreções no local da cirurgia e foi levado para Aracaju. Uma vez no outro hospital, outro médico precisou refazer o procedimento informando que era de risco. Recebeu autorização da família e ao abrir Walfran constatou o estomago ainda grampeado. Desse ponto em diante uma série de causas foram disparados pelo processo natural do corpo. Ele era diabético e não resistiu vindo à falecer. O erro médico foi no esquecimento, encerrou.

Walfran representa uma geração de homens de bem de Propriá. Extremamente religioso e querido, ele era visto como um grande cidadão da velha guarda. Sua história começa com seu saudoso pai, Zé Braga. Trabalhou por muito tempo no Bradesco e era um dos defensores da Cultura de Propriá. Não foi informado se os familiares buscarão meios legais para entrar com ação. Foi ainda vereador em Propriá.

Distante de querer polemizar, a informação garante o direito à informação diante de erros inúmeros que estão acontecendo em cirurgias por todo País. Erros acontecem, porém, na questão de salvar vidas é redobrável a atenção dos profissionais, alerta a própria área da medicina. A fonte da informação será preservada, bem como o nome do médico.

Por Adeval Marques
Foto: Divulgação

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA