Idealizado por Adeval Marques e Erasmo Lopes, o evento teve apoio de pessoas e instituições da sociedade

A “1ª. Caminhada Ecológica Morro do Urubu/2019”, ocorrida na manhã do último domingo, 14/março, reuniu adultos e crianças que percorreram aproximadamente 4.130 metros, divida a extensão entre a estrada rumo ao morro, chegada a local da explanação e subida ao monte que marca a história de Propriá. Foram cerca de 28 pessoas. A chuvinha fina ajudou amenizando o calor.

O evento teve intuito de promover lazer, saúde, diversão, esporte, consciência e despertar ecológico e conhecimento histórico. No decorrer da estrada ao morro, houve dois momentos chamando atenção para o ecossistema local e as condições das lagoas ou várzeas que não recebem mais as águas do rio São Francisco. Apesar de particular, o local apresenta-se como sendo potencial ponto de turismo histórico e cultural.

Na chegada ao “pé do morro”, ou base, foram feitas duas explanações. Alberto Amorim falou da História Contemporânea de Propriá objetivando elencar fatores que marcaram época, a exemplo da educação, economia, política, organização social, religião e outros aspectos. Adeval Marques falou da História Antiga de Propriá, cuja povoação de Propriá aparece no século XVII pequeno monte já citado. O Morro do Urubu é um limite imaginário na geografia da época.

Durante todo o percurso foi imprescindível para a segurança e suporte ao evento a presença da Polícia Municipal (Guarda Municipal) com homens, viaturas e outros suportes. A Defesa Civil também disponibilizou viatura para acondicionamento de água kit de alimentação aos participantes composto de banana, maçã e barra de cereal e melancia. A Secretaria Municipal de Saúde, Iokanaan Santana Filho,  fez a doação de repelentes. Foi uma somação de forças. Apoio da imprensa local pela rádio Propriá FM, Xodó FM, Extra Propriá e JD Produções, WebNet, Galeria Excelência, vereador Aelson, radialista Williams Mala, Patrício Lessa e Secretário José Manoel. Importante registrar a presença da Professora Helena Santana, atual Primeira-dama de Propriá. O Prefeito Iokanaan esteve no local para parabenizar sobre a iniciativa.

A subida ao morro foi o momento de ansiedade por todos. Crianças e adultos fizeram a subida e descida sem registro de incidentes. Uma vez no cume do histórico morro, foram feitas fotos, self e até transmissão ao vivo para o facebook sobre o momento por Marcos Rollemberg. As palestras também foram registradas em vídeo e amplo material fotográfico. Será gerado uma Revista em PDF sobre o momento.

Na opinião de Adeval Marques é preciso que surja um trabalho voltado ao resgate da História de Propriá. “Nunca se ensinou a História de Propriá em nossas salas de aula. Eu cresci e até hoje continuamos com essa falha, em meio a tanta gente que teria condições de fazer pesquisa e produção cultural e inserir na grade das nossas escolas. Vem faltando atenção para essa área há vários anos pelos entes que se propõem a fazer Cultura e História local. É preciso despertar porque nossa história está indo embora. Os setores responsáveis por isso, enquanto política pública, precisam nos dizer algo ou apoiar quem de fato quer produzir nesse sentido”, encerrou.

A discussão mais ampla sobre esse trabalho já está em via de pensamento com formatação. Fruto do evento, nasceu ainda mais uma proposta pelo Professor Amorim que estará sendo formatada e apresentada nos próximos dias. Precisamos de novas propostas. Temos esperança de que algo comece.

Da redação
Propriá News

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta