O barulho excessivo produzido pelos canos de escapamentos de algumas motocicletas que transitam nas vias públicas da cidade vem deixando populares indignados. Eles pedem fiscalização por parte dos órgãos competentes como SMTT, Guarda Municipal, Polícia Militar e até do Ministério Público punindo de forma exemplar seus proprietários. Com a chegada do carnaval, teme-se aumentar.

Diariamente as constatações são visíveis em vários pontos de maior trânsito e nos bairros, onde a fiscalização é feita em menor escala, a coisa é ainda pior. O som ensurdecedor retira o direito ao sossego público, cuja situação é tida como ato de vandalismo, já que os canos tem essa finalidade de produzir o som com estridência. Os que mais sofrem são crianças e idosos acamados ou pessoas que estão com problemas de pressão e ou depressão.

Um fato agravante dentro da situação é que as motos são conduzidas por jovens menores de idade que, sem o uso do capacete, geralmente excedem o limite de velocidade, transitam com pessoas na garupa e sob efeito de álcool e até empinando. Com um pouco mais de atenção pode-se identificar os autores e verificar as infrações.

Por Adeval Marques

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA