Bispo de Propriá diz que local da estátua pode ter “missas e momentos de oração pela igreja”

0
98

O Bispo da Diocese de Propriá, Dom Vitor Agnaldo de Menezes, falou de forma pública na noite de quinta-feira, 24/jan, por ocasião da missa no Mastro d barro Poeira, que o novo local onde a estátua do Bom Jesus dos Navegantes foi colocada, na rampa do bairro Poeira, pode acontecer missas e momentos de oração pela igreja. A idéia vem sendo elogiada com apoio da população.

Na ocasião, o Bispo  deixou pública sua opinião em relação ao novo local da estátua afirmando que onde ela estava anteriormente –  na margem esquerda da BR-101, no sentido Aracaju – era um estado de abandono e que no novo local reúne as condições para isso. Também incentivou que as pessoas compareçam ao local para fazerem orações, pescadores, trabalhadores e peçam a benção do Bom Jesus dos Navegantes.

A idéia da remoção da estátua para o novo local atende um plebiscito da população quando uma Comissão foi formada numa somação de forças para o objetivo por Edilene, Marcos Caetano, Vando pescador, Padre Klebson e Adeval Marques e levada ao Prefeito Iokanaan Santana pela empresária Edilene Oliveira. Na ocasião Iokanaan solicitou que, para atender ao pedido, fosse colhida assinaturas do moradores do bairro e com isso não chocar  outras intenções de que ela fosse para outros locais anteriormente. O bairro Poeira venceu e o trabalho foi executado com parceria da Codevasf, Secretaria Municipal de Obras.

O local vem se tornando visitado constantemente tanto pela população quanto por turistas e visitantes que que querem ver e contar da novidade, fazer fotos e vídeos ao lado dela. Há também quem já apareça para orar, como registrado e também refletir de frente para um dos mais bonitos cenários ofertado pela natureza: o rio São Francisco. “Pegou!”, como já dizem dizem popularmente.

Por Adeval Marques
Com informações de Edilene de Oliveira
Foto do Bom Jesus: Edilene de Oliveira
Foto do Bispo: Wikipedia
Edição: Adeval Marques

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta