Considerado um dos mais politizados dos filhos da ex-prefeita Maria das Graças do Nascimento Lima, Zé João do Nascimento Lima, DEM, 53 anos, pecuarista e ex-prefeito de Telha, não descarta a possibilidade de disputar a eleição de prefeito do Município de Propriá ano que vem – cidade que já fora administrada pela mãe e pelo irmão Luciano Nascimento.

Zé João foi prefeito do município de Telha, na eleição de 2004, não quis reeleição em 2008, mas em 2011 transferiu seu domicilio eleitoral para Propriá – onde o irmão Luciano é liderança forte, mas não manifesta o menor desejo de voltar à atividade política. Luciano já foi deputado estadual. Os dois são sobrinhos da senadora Maria do Carmo Alves.

Zé João é um crítico do modelo de distribuição de riqueza tributária entre os municípios do Brasil. “Hoje os prefeitos trabalham apenas para cumprir folhas de pagamento e, estranhamente, ainda fazem publicidade quando conseguem pagá-las. O que na verdade não passa de uma obrigação”, diz ele.

“Eu não desisti da política e acho que a política ainda não desistiu de mim”, diz ele, entre risos. Zé João condiciona que 2020 é algo “a depender do momento”. “Embora eu admita que o político da família é meu irmão Luciano”, diz.

Mas pondera: “Como eu tive um mandato de prefeito em Telha, e mamãe e Luciano foram prefeitos de Propriá, há sempre essa expectativa que eu venha a ser candidato. Se em 2020 o cenário do Brasil e situação dos municípios estiverem melhores, a gente pode pensar. Hoje o cenário é de quase se pedir esmola. A situação dos municípios é muito caótica”, diz.

45abe44d828d76d0

Zé João não é um crítico duro do prefeito Iokannan Santana, PSB, mas acha que ele, como a maioria dos prefeitos, só trabalha para cumprir folha de pagamento – e até entende que paga em dia. “Mas eu continuo estranhando: onde é que já se viu uma pessoa pagar uma folha de servidores em dia, que é uma obrigação, e sair divulgando como se fosse a maior vantagem do mundo?”, questiona ele.

“Os prefeitos dizem que a situação está ruim e que estão pagando em dia. Mas pagar em dia é obrigação e não tem que estar ruim. Tem que estar é bom. Eu sei que a maioria dos prefeitos não tem dinheiro nem para limpar as cidades. Onde já se viu isso?”, diz Zé João.

Fonte: JLpolítica
Link: http://jlpolitica.com.br/colunas/aparte/posts/ze-joao-admite-possibilidade-de-disputar-a-prefeitura-de-propria-ano-que-vem

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta