Prefeitura de Propriá e Codevasf intensificarão ação no entorno da Lagoa de Zeca em parceria com a Codevasf

0
60

Com a chegada do período das chuvas, a Secretaria Municipal de Defesa Social, em parceria com a Codevasf e a Secretaria Municipal de Obras e Urbanismos, estão intensificando ação no entorno da Lagoa de Zeca visando aprofundar o canal de escoamento da água que fica represada no lago. A preocupação é de aumento em decorrência das chuvas, fazendo o nível subir, o que trará transtornos é preocupação aos moradores do local. Preocupado com tal possibilidade, o Prefeito Iokanaan Santana já se antecipou e procura soluções.

Histórico de 2017

Em 2017 o índice das chuvas no Baixo São Francisco foi um dos maiores dos últimos quatro anos. Em Propriá, segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), o índice mais alto foi registrado na marca de 80 milímetros de chuva em apenas um dia, exatamente em 23/05. Veja a informação no site do INMET: http://www.inmet.gov.br/sim/abre_graficos.php .

Na época a área da Lagoa de Zeca, que na geografia urbana aparece como bairro Centro da cidade, foi alagada gerando preocupação aos residentes daquele local. A Rua principal ficou praticamente intransitada em decorrência do aumento no nível da água no lago quase adentrando nas residências colocando os moradores franco estado de vulnerabilidade social. Isso gerou preocupação ao Prefeito Iokanaan.

Análise da Secretaria Municipal de Defesa Social

Com base nesse histórico de 2017, a Secretaria Municipal de Defesa Social vem efetuando ações de monitoramento visando cuidados prevendo a chegada das chuvas de maio/2018 em diante na finalidade de que a situação não se repita. A Defesa Social recebeu ainda uma solicitação dos moradores do local preocupados com a chegada das chuvas nesse ano de 2018 que já é do conhecimento do MP. Nesse sentido a responsabilidade primeira é do proprietário que vendeu a área sem que houvesse um projeto de infraestrutura para acomodação das residências.

A visita dos órgãos

Na manhã da última quarta-feira, 09 de maio, o Secretário de Defesa Social, Antônio Souza, esteve com o Chefe do 4º EPR, Nilton Humberto de Souza e do Engenheiro Marcos Caetano, atual Analista de Desenvolvimento Regional, ambos da Codevasf e o Secretário Municipal de Obras e Urbanismo, Edeildo Santos Souza. Os três órgãos efetuaram análise da área constatando diversos fatores preocupantes que são carentes de atenção. A resolução parcial, para solucionar o problema, será por meio de máquina da Codevasf que aprofundará o canal de escoação de água da Lagoa. A Codevasf mantém um pacto de Acordo Técnico de Cooperação com a Prefeitura Municipal de Propriá. Ela entrará com o auxílio de máquina. Já a Prefeitura ajudará com o emprego de homens na limpeza, desobstrução do canal, recolhimento de lixo e manutenção no crescimento da vegetação no entorno do referido canal.

Não é de agora a situação

O local como espaço residencial surgiu há mais de 10 anos fruto de especulação imobiliária criando um problema grave em termos de urbanismos, saúde pública, meio ambiente e assistência social que agora recai sobre os ombros do Município. Não foi apresentado um Projeto ao Município que, por sua vez, não se preocupou com a situação permitindo a fixação de domicílios, abertura de ruas, instalação de água e eletricidade. É um problema social para ser administrado. Não existe saneamento básico, porém, a coleta de lixo se faz presente por meio da Secretaria Municipal de Obras e Urbanismos todos os dias.

O Prefeito Iokanaan Santana mantém agenda de atenção para a resolução dos problemas que agora estouram em sua gestão deixados por outras que passaram. O serviço foi autorizado para sanar o problema.

Redação
Adeval Marques
Foto e vídeo: Adeval Marquesa

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA