Prefeitura de Piranhas abandona símbolo da região do Baixo São Francisco

0
75

A canoa de tolda, maior símbolo do Baixo São Francisco, encontra-se em estado de abandono pela Prefeitura Municipal de Piranhas. Adquirida e recuperada pelo município há mais de 10 anos e considerada um patrimônio cultural dos moradores que vivem ao longo do Velho Chico na região que compreende o município de Piranhas a Penedo, a canoa de tolda (ver vídeo) está desprezada no rio, na comunidade da Vila de Entremontes, povoado à beira do Rio São Francisco, que fica numa distancia aproximada de 25 km da cidade.

A canoa de tolda é uma das categorias da arte naval do Nordeste brasileiro e um dos mais importantes símbolos do patrimônio sócio cultural e afetivo da paisagem do Baixo São Francisco. No mundo existem apenas três canoas de tolda. A primeira encontra-se em exposição no Museu Nacional do Mar, em São Francisco do Sul (SC). A segunda pertence a Organização Não Governamental Canoa de Tolda, de Brejo Grande em Sergipe que preservou essa relíquia transformada em Patrimônio Nacional Material do vizinho Estado sergipano. A terceira é a de Piranhas que está abandonada e que foi usada na novela da Rede Globo, Velho Chico.

O Rio São Francisco já foi o paraíso das canoas de tolda que são embarcações criadas no século XVII com influências indígenas e européias. A canoa de tolda de Piranhas tem16 metros de comprimento, velas e uma cobertura de madeira no convés, uma herança da colonização holandesa no nordeste. “Este abandono é uma falta de compromisso e zelo para com o bem público e que tem uma simbologia única para o Baixo São Francisco, pois a canoa de tolda relembra o período áureo da navegação no rio quando se dava o transporte”, lamentou o deputado Inácio Loiola (PSB) que também é um historiador.

Fonte: aquiacontece

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA