Prestação de contas: Secretário de Finanças “foi objetivo, tranquilo e transparente”

0
148

Analisando pelos posicionamentos dos vereadores a conclusão é de que a explanação do Secretário foi positiva elucidando todas as questões

Foi positiva a explanação feita pelo atual Secretário Municipal de Finanças, Sérgio Luiz Rocha, em sua apresentação ao prestar explicações sobre a situação financeira do Município de Propriá em relação aos recursos deixados pelo ex-prefeito José Américo Lima (PSC), dívidas empenhadas, extratos, recursos carimbados e sobre como o quadro deve comportar-se nos próximos meses.

De forma tranquila e mostrando propriedade sobre o assunto o Secretário fez a distribuição de uma planilha aos vereadores de forma que eles puderam acompanhar com atenção todos os pontos que foram colocados em sua fala explicativa. Na sua explanação ele admitiu recursos deixados por José Américo e também de que o tesouro municipal terá dificuldades para pagar alguns; que recursos carimbados não podem ser removidos à outras contas porque trata-se de verba carimbada, a exemplo de CREAS, CRAS, Saúde etc.

Após sua explanação ele respondeu diversos questionamentos dos vereadores e com tranquilidade: “Ele foi objetivo, tranquilo e transparente. Como representante maior desta Casa acredito que todos, ou a maioria, irão afirmar que o Secretário foi transparente e mostrou respeito com toda Câmara e a população fazendo o seu trabalho prestando os esclarecimentos.”, disse o Presidente da Câmara Municipal, José Aelson dos Santos (PSD).

O Vereador Samuel Menezes (PSC) também foi incisivo nos questionamentos exigindo que a Câmara Municipal se posicione em relação aos pagamentos que a Prefeitura Municipal efetue em relação ao que foi deixado por José Américo.

A autora do Requerimento nº. 032/2017, que convocou o Secretário, Vereadora Dilma da Silva (SD), informou ao site via whatsapp: “Os esclarecimentos do Secretário de Finanças. Foi muito importante para deixar claro para os vereadores e para o povo de Propriá. A verdadeira situação financeira do Município.”. Suas colocações eram as mais esperadas, já que foi a autora.

Por questões de falha na conexão via internet pela empresa OI, as emissora de rádio, Ilha FM e Propriá FM, transmitiram parcialmente a Sessão Ordinária penalizando a sociedade de ter conhecimento do que foi colocado.

Da redação
Adeval Marques

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta