VEREADORES DE PROPRIÁ VISTORIAM AS INSTALAÇÕES DO CENTRO DE CONTROLE DE ZOONOSES DA CIDADE

0
52

Na manhã desta segunda-feira (13), vereadores de Propriá visitaram o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Propriá, motivados por conta de um comunicado gerado pela Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Propriá, onde avisava aos proprietários de animais, que a partir do dia 13 de janeiro, todos os animais que estiverem soltos em vias públicas, serão apreendidos e só serão liberados mediante o pagamento de multa.

Visando identificar se o Centro de Controle de Zoonoses tem condições para receber os animais apreendidos, o Presidente da Câmara Municipal de Propriá, José Aelson dos Santos, os vereadores, Junior de São Miguel (PHS), Marcos Graça (PSC), Mattheus Silva (PHS), Jairo do Bairro Matadouro (SD) e a vereadora Dilma da Colônia (SD) estiveram in loco para vistoriar as instalações e a equipe técnica do referido órgão.

Foram facilmente identificadas inúmeras melhorias no estado físico do prédio e em seu entorno, vale ressaltar o trabalho feio em pouco mais de um mês. Na oportunidade os parlamentares foram muito bem recebidos pelo Coordenador do Centro de Controle de Zoonoses, Lennon Santos Cruz, que indagado sobre o recolhimento que seria realizado a partir de hoje (12/02) respondeu. “Essa parte da comunicação eu não sabia de onde partiu, conversei com o Secretário de Saúde, e não foi da parte dele.”

O coordenador do CCZ assegurou que soube das apreensões a partir da mencionada data, através do comunicado da ASCOM/PMP ao público. Segundo ele, a mesma articulou a ação junto a Secretária Municipal de Desenvolvimento Urbano, tendo a SEMDURB a responsabilidade de apreensões de animais de grande porte.

Posteriormente a SEMDURB pediu suporte para guardar os animais no CCZ, sendo assim o Secretário Municipal de Saúde, responsável pelo Centro, rapidamente adquiriu rações e medicamentos para receber cavalos, reforçou Lennon Santos Cruz. Referente à apreensão dos cachorros, afirmou que “Os cachorros são um problema, a população quer solução. Tem que investir aqui, comprar rações e medicamentos. A estrutura está bonita, pois fizemos por onde. Estamos fazendo que possa ser feito. O recolhimento será feito assim que tivermos a melhor estrutura possível.”. finalizou.

Diferentes setores do município vêm sofrendo com falta de materiais básicos por conta da demora do processo licitatório de aquisição dos mesmos, o CCZ está incluso nesta problemática, o Presidente da CVP, José Aelson dos Santos, interviu quando foi tocado este ponto. “Não há justificativa de não ter material, existiu uma transição, depois da eleição. Deveriam ter providenciado, se na transição não funcionou, deveria ter comprado em caráter urgência.”

Segundos os vereadores, foi identificado que falta carro, equipe com mais profissionais especializados, material de ambulatório e cultura de urina. O órgão é responsável pela prevenção de agravos e doenças transmitidas pelos animais, tais como: leishmaniose, leptospirose, brucelose, toxoplasmose, neosporose e doença de Chagas. Faz parte do Centro investigar os casos, mapear e delimitar as áreas de risco, recolher os cães contaminados e montar armadilhas a fim de capturar os mosquitos flebotomíneos, responsáveis pela transmissão humana através de picada.

Ascom Câmara Municipal de Propriá
Mak Torres

Foto: Ascom

Link: http://propria.se.leg.br/

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA