Praia da Adutora: expectativa de mais de 5 mil pessoas nesse fim de semana e sinalização precária

0
160

Telha/SE- Segundo informações obtidas na própria praia da Adutora, no município de Telha/SE, o número esperado de pessoas é da ordem de mais de 5 mil pessoas nesse final de semana de fim de janeiro de 2017.

Apesar da Prefeitura Municipal não ter um controle da situação, no que diz respeito ao número de acessos nas últimas festas, essa informação tem como base os registros alguns proprietários de bares estabelecidos no local, vendedores ambulantes e até frequentadores assíduos que fazem continuo da praia.

 Em contato com a Prefeitura Municipal sobre uma agenda de atração no final de semana, bem como questões de segurança no local, a exemplo de Guarda-vidas, a pessoa contatada informou que não sabia falar sobre o assunto.

Atrativa pelo banho gostoso a praia da Adutora vem sendo é considerada perigosa para o banho para quem não sabe nadar, necessitando de melhorias que atendam à questões de segurança, saúde pública maior organização e assim atender as demandas. Nos últimos dias o site tem alertado para o cuidado ao tomar banho por banhistas desavisados, principalmente vindos de outros lugares sem conhecimento do mínimo de natação, no que diz respeito a pressão da correnteza que ficou mais forte. Atencioso, no ano passado, 2016, o Prefeito eleito (2017), Flávio Dias, informou ao site Propriá News que pretende fazer melhorias na estrutura da Adutora e estaria informando ao site.

Com a atração da Festa do Bom Jesus dos Navegantes da cidade vizinha de Propriá existe grande expectativa de público e os cuidados precisam ser redobrados no local, alerta um frequentador.

A última informação, sem ser oficial e obtida também no local, é de que o Prefeito Flávio Dias autorizou a permanência de Guarda-vidas no local, porém, faltam sinalizações como cordão informando limite, profundidade, boias de sinal de “Alerta” e placas de advertência e um número considerável de cães sem donos que vaga em meio ao público usuário da praia da Adutora, sendo uma situação de saúde pública que precisa ser fiscalizada.

Da redação
Adeval Marques
Fonte: Propriá News

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA