Reflexão: Temer: um futuro escuro sobre o Brasil?

0
146

Desde o regime da Ditadura Militar que não se via a composição dos Ministérios totalmente homogênea. A equipe ministerial é 100% homens. Se quer foi eleita uma mulher para ocupar cargos dos quais elas mantém potencial.

O desprezo de Temer pelas mulheres na formação dos Ministérios vai de encontro contrário a outros países que adotam em seus governos a participação da mulher quando em alguns deles elas assumem a fatia de 12% até 56%, como mostra o gráfico e imagem.

A incongruência em vários aspectos, a começar por algumas medidas que ele vem tomando, faz com que o do mundo inteiro recaia sobre o Brasil e em especial ao governo de Temer que não vem sendo reconhecido por vários países.

Começou muito mal o novo chefe da nação ao ter em suas nomeações pessoas investigadas pela Lava Jato que fez cair a Presidenta Dilma Rouseff. Nos atos ele vem por acabar órgãos importantes como o da cultura e deixa sem reconhecer e desprezo um público que lutou muito em todos os países para seus direitos e espaços garantidos.

Temer começou mal com sua política de regressão.

As redes sociais e as ruas estão procurando se organizar e levantes podem acontecer. Tanto é que os serviços de inteligências estão atentos na rede. É uma liberdade vigiada onde o povo é mais uma vez deixado sem expressão. O País está divido em sua própria sombra.

Os primeiros momentos de Temer nos remete à pensar com tenebrosidade sobre um futuro escuro porque pairam diversas dúvidas. Perguntam-se aqui e ali: “Onde estão nossos líderes […]”. Parafraseando o Reverendo Martin Luther King iremos lembrar de parte da frase que ele usou em seu discurso na cidade de Atlanta quando disse: “Os bons estão calados […].”. Há quem não queira calar.

Na esquecida cidade de Poço Redondo, na semana passada, um grupo de manifestantes, na maioria jovens, se dispuseram à fazerem um ato em represaria às medidas tomadas por Temer. Fecharam a pista e atearam fogo em pneus por algumas horas sem impedir o trânsito de veículos. É apenas o exemplo de que o povo pode não ficar calado e dessa tenebrosidade que também assusta […].

O Brasil de hoje não é mais como o da época em que o militarismo impôs seu jogo sobre o povo. Hoje a massa é mais esclarecida. Está organizada. São mais jovens e estão nas universidades abertas pelos ideais de pensadores e intelectuais que decidiram unir-se em favor do povo brasileiro para conter o retrocesso de 500 anos de roubo no País desde a exploração européia. Hoje a luta é diferente e já se prenunciam e tudo isso porque foi possibilitado mais saber, direitos, espaço e avanços que agora Temer dá indícios que não os continuará.

Se as mulheres, que tem maior sensibilidade que os homens estão fora, deve-se observar também que outras classes como os pobres, negros, analfabetos e sem intelectualidade estão desamparados.

Um País cujo líderes fazem pactos em detrimento do crescimento individuais e de grupos e famílias abastadas, desconsideram o que é mais vital o bem estar e avanço da nação, não pode ser feliz.

É um futuro escuro sobre o Brasil…

Da redação

Adeval Marques

SEM COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta